Top Ad unit 728 × 90

Crônicas

Crônicas
teste

Amor.com

O amor nos dias de hoje inexoravelmente passa pelas teclas do celular ou do computador. As redes sociais chegaram sem pedir licença, meteram o pé na porta e foram entrando em nosso cotidiano. Como um buraco negro no espaço cibernético ela vem sugando cada vez mais adeptos a esse novo modo de como conhecer o próximo, que já nem precisa estar tão próximo assim. Queira você ou não, de uma maneira ou de outra você vai acabar sugado. No quesito paquera não existe coisa melhor! Os encontros digitais poupam tempo e constrangimento – muito comum nos tempos das cartas enamoradas – hoje você pode descobrir se aquela pessoa que até lhe parecia bonitinha é uma mala sem alça! E o melhor, sem sair de casa! Janelas virtuais multiplicam-se na velocidade de nossas carências, facilitando a espiada pelo flerte de uma noite, a busca pela amizade transparente e com sorte pelo amor, dito virtual.

Mas onde foi parar o romantismo? Pensei em estar naquela distinta e elegante mulher que me recebeu com seu melhor vestido verde e um sorriso encantador na livraria da esquina. As horas de papo eram o prenúncio de uma grande afinidade e quem sabe algo mais. O que pode ser mais sedutor em uma mulher que sua inteligência? A elegância! Tirou de sua bolsa um bloco de notas Moleskine para anotar seu telefone, e com delicadeza destacou aquele folhinha e me entregou. Notei que escrevera apenas seu telefone residencial, sem celulares ou e-mail. – Uau, um romance a moda antiga, do tipo, desliga você primeiro! – Tá bom... vamos contar até três e desligamos juntos. Um, dois, três, quatro, cinco, dez, vinte minutos se passaram enquanto a esperava em um banco bucólico, tendo apenas o por do sol como companhia. Sem poder ligar para e saber se alguma coisa havia acontecido. Ali entendi que, desencontros não servem de alimento para o amor e a tecnologia é imprescindível nos romances atuais.

Uma foto simpática na tela do computador, uma mensagem cheia de humor e a madrugada como testemunha de nossos devaneios. Perfeito, ela nem era do último modelo. – Daquele moderninhos que você demora meses para se acostumar. Um amor clássico, estilo IBM – Os computadores IBM nos anos 80 eram o que existiam de melhor, tipo a Luiza Brunet em sua calça Dijon. Todo mundo queria um! O único porém é o tempo que a relação levava para inicializar, afinal seu sistema operacional ainda continha parâmetros antigos, e algumas atualizações eram necessárias. Mas se está funcionando bem, pra que mudar? – Ora bolas, pra relação não dar pau! Tudo azul até aparecer aquela mensagem. “Essa relação cometeu um erro fatal”, reinicie sua relação para tudo voltar ao normal. Ali entendi que o amor precisa atualizações ou seu destino é ficar obsoleto.

Hoje estou “ficando” com um “iPad”. Um relacionamento moderno e atual, com toques suaves. Leve e bem informada, está sempre conectada a internet. Me deixa escolher as músicas que constroem a nossa história, assiste filmes ao meu lado até o final sem dormir, adora minhas brincadeiras sem reclamar, não toma muito espaço na cama e me desperta sempre na hora que preciso. O Melhor! Não tem ciúmes! Por sinal, se dá muito bem com nossa outra amiga, um “iPhone”. Conectividade total via Wi-Fi, Bluetooth, SMS e 3G. Enfim, estava atualizado com o que há de mais moderno quando a palavra é relacionamento.

Aqui aprendi que o amor de hoje talvez passe pelas teclas de um computador, e que as redes sociais podem servir como mais uma ferramenta para encontrar alguém além de tantas outras. Que amar o passado não nos leva ao futuro! Mas que a consequência dessa vida “moderna” pode acabar por nos fazer esquecer do verdadeiro significado dessa palavra que move o mundo. Amor.com.você, dito amor real!

Toda vez que fecho os olhos e vasculho minhas lembranças, o que me vem a cabeça é o perfume derramado com certa malícia sobre as palavras doces carregadas de promessas de um amor juvenil e eterno. Mas isso é coisa do passado, os correios estão em greve e os selos fora de moda.




Amor.com Reviewed by Ricardo Leão on 5:26 PM Rating: 5

Nenhum comentário:

All Rights Reserved by Blog do Buraco © 2014 - 2015
Powered By Blogger, Designed by Sweetheme

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.